As Veias Abertas da América Latina, Eduardo Galeano

Estou nas últimas páginas desta obra e tenho a impressão de que o livro foi escrito ontem, não parece que ele já tem 45 anos. É muito atual.

E, neste momento, em que as veias da América Latina se arreganham novamente para o bel deleite das elites, da religião, e do capital, essa leitura vem nos mostrar quem são os inimigos do povo, e sua fome descomunal pelos recursos sul-americanos.

Galeano narra o saque ao continente, que persiste desde o Descobrimento. Mostra com clareza que as metrópoles podem mudar de apetite, mas seu apetite nunca se sacia. Depois de 500 anos de exploração econômica e miséria social, a América Latina volta a ser alvo das classes dominantes e dos interesses de poderosos.

Na conjuntura política do século vinte e um, essa leitura torna-se essencial para entender o que está em jogo. Dessa vez, a escavadeira imperialista pode nos ferir num único golpe.

A leitura fica ainda melhor acompanhada de um delicioso pão com mortadela.

Fernando Fortuna

Publicitário, escritor, cineasta, músico. Pois bem, amante das artes e dos movimentos filosóficos da alma. Noite Literal é o meu quintal celestial. É neste espaço que pretendo trocar energias com você.

Leia também

COMENTE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *