REALIDADE SEM COMPETIÇÃO

Ao passear pelas ruas desta realidade que vou lhe contar, você pode notar que as moradias das pessoas são circulares e também são circulares as cidades.
Um lugar onde o Projeto Vênus de Jaques Fresco parece ter tomado forma.
Tudo aqui é produzido e compartilhado por todos, é uma sociedade totalmente baseada em recursos.

Não existe nada que se pareça com a ostentação, com a inveja ou a ganancia, não existe mesmo nem tais verbos ou adjetivos.

Todas as coisas que foram inventadas, dos eletrodomésticos do dia a dia, tecnologia de comunicação, meios de transportes, combustíveis limpos e autossustentáveis, as maravilhas criadas por Nicola Tesla, tudo está à disposição do bem comum.

O que aconteceu nesta realidade é que, durante o processo de evolução humana, o instinto de competição foi suprimido ao ponto de deixar de existir.

Na mesma direção, o instinto de cooperação se desenvolveu em níveis extremos.

Existe um equilíbrio perfeito entre homem e natureza, coexistência e respeito com todas as coisas em seu ambiente.

Da mesma forma que não havia o instinto de competição, também não havia esportes como futebol, nem estádios de futebol, nem de qualquer outro esporte de competição.

O esporte existia, mas estava restrito aos exercícios físicos e de superação, sempre pensados para o aperfeiçoamento do bem estar coletivo.

Não havia lutas de nenhuma natureza, não havia guerra, não havia um premio para o melhor.
A recompensa era sempre para o ser e para o meio.

Não havia um sistema politico, havia um sistema administrativo e a alegria coletiva de ver isso tudo funcionar.
Tudo em busca de conhecimento.
De conhecimento compartilhado.

Um mundo saudável, com uma perspectiva de vida longínqua.

As pessoas não se enfeitam, não existem colares, brincos ou anéis, nem mesmo seus ancestrais, nas mais antigas tribos indígenas, nem mesmo eles pintavam seus corpos.

Não há a ideia de uma força do bem duelando com uma força do mal.

Um lugar sem fronteiras, um mundo de desafios, mas um mundo sem competição.

Fernando Fortuna

Publicitário, escritor, cineasta, músico. Pois bem, amante das artes e dos movimentos filosóficos da alma. Noite Literal é o meu quintal celestial. É neste espaço que pretendo trocar energias com você.

Leia também

COMENTE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *