UM SÓ

Lady Godiva de John Collier, ca 1897

Seres Celestiais,
Seres Astrais,
Da Luz, do Abismo,
Venham de onde vier…

Venham de fumo
Ou venham de fé…
Na Cabala, no Pentagrama,
Da necessidade de quem ama…

Do que esguia na grama,
No que se arrasta nas nuvens.
Seres Supremos,
Seres Humanos,

Sereis feitos enganos,
Findando ciclos,
Correndo os anos…
Profundos, profanos.

Faço meu pedido a um Universo Quo:
Que depois da morte de ser de pó,
Sobreviva um Ser,
Sobreviva um só…

DF 25/05/2016

Fernando Fortuna

Publicitário, escritor, cineasta, músico. Pois bem, amante das artes e dos movimentos filosóficos da alma. Noite Literal é o meu quintal celestial. É neste espaço que pretendo trocar energias com você.

Leia também

COMENTE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *