LUNÁTICO

A Lua grande, amarela,
Na varanda desta noite,
Deixa um beijo nas estrelas,
Deixa o mar chegar na beira…

Na beira do amor,
Tão perto de mim, assim…

Vamos lá, pisar descalços,
No seu lado escuro e frio…
Deixa a Terra, vai e erra,
Como errante sem o pio.

Corre em torno dela,
Vai, e tenta voar…

Um lunático habita o lugar,
Seu amigo em passos leves,
Amarelo e cinza,
Quem te traz uma lunática flor…

 

DF  25/05/2016

Fernando Fortuna

Publicitário, escritor, cineasta, músico. Pois bem, amante das artes e dos movimentos filosóficos da alma. Noite Literal é o meu quintal celestial. É neste espaço que pretendo trocar energias com você.

Leia também

COMENTE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *